Histórias da Crônica Radiofônica Esportiva Carioca

Prezados, boa tarde.

Infelizmente, a clássica crônica esportiva carioca e brasileira, está se findando, pois muitos estarem morrendo e, no mercado moderno, não há renovações, principalmente na locução esportiva.

No entanto, há muitos folclores ocorridos e que estão impressos em jornais do Rio de Janeiro. Vale a pena rir e conhecer alguns destas histórias engraçadas que já não existem mais.

_______________________________________________________________________________________

1 – ” A promoção “Torcedor do Futuro”, da Rádio Globo, ficou seriamente comprometida no domingo passado. Entrevistado por Pierre Carvalho, o menino “sorteado” ía respondendo as perguntas de praxe como nome, idade, local de residência, até que, diante da indagação sobre o número de cartas enviadas, o menino foi absolutamente sincero. “Não mandei carta nenhuma, não. O João Fogueira(operador de José Carlos Araújo), que é amigo da minha mãe, foi quem quebrou o galho”.

____________________________________________________________________________________________

2-   Mamífero Voador

” Época de natal. Na cabine, Waldir Amaral transmite o jogo com o entusiasmo de sempre.

A seu lado, o comentarista João Saldanha toma um refrigerante pelo gargalo da garrafa. Lá embaixo, o juiz continua falhando, atemorizado pela presença ameaçadora do dirigente bangüense Castor de Andrade, com a sua quadrilha de capangas para intervir.

O comentarista de arbitragem Mario Vianna, suor escorrendo pela careca reluzente, peito explodindo a camisa, está nervoso com a atuação acovardada do árbitro. De repente, é chamado a comentar. Aos gritos, como era seu feitio, toma o microfone, pensamento voltado para as festas natalinas e começa sua sentença:

“Este árbitro precisa ser macho. Ele tem que aprender que só duas aves morrem de véspera.”

Deu uma parada, encheu os pulmões, o peito saliente, e falando também para os torcedores da geral, após sublinhar bem a sentença, segundo a qual só duas aves morrem, denunciou vitorioso: “Peru e Leitão”.”(Teixeira Heizer- 1997)

____________________________________________________________________________________________

 

3- ” Jogo da Seleção no Maracanã, lá pelos anos 60. As emissoras de rádio, não se limitavam a fazer entrevistas no gramado. Havia um repórter destacado para cobrir até a chegada de personalidades no hall de elevadores. Um repórter mais afoito, ao ver entrar um senhor sério, correu em sua direção e tentou entrevistá-lo. Sem sucesso, pois o tal senhor não queria falar. O repórter insistiu: “Isso aqui não morde, é apenas um microfone. Pode falar”, curtiu o entrevistador. “Diga pelo menos o seu nome”. E o homem calado, até que perdeu a paciência e soltou seu vozeirão: “Eu sou o Luis Jatobá”.

Simplesmente, um dos maiores nomes do rádio e televisão do Brasil. Só o repórter não o conhecia.”(Sérgio Noronha- 31/1/1993)

____________________________________________________________________________________________

4- “Diálogo captado pelos microfones da Nacional e levado para todo o Brasil.

Denis Menezes- “Entra Valdo, Garotinho”

José Carlos Araújo – “Quem?”

Denis – Valdo, com “V” de Armando Marques”.

No que interferiu o pessedista Luiz Mendes, apaziguador como ele só: “Valdo com “V” de vitória, Garotinho”

____________________________________________________________________________________________

 5 – Fora de Sintonia(1989)

” O jovem brilhante repórter na Rádio Tupi, Rui Guilherme, quando fazia a cobertura do noticiário da CBF, mandou esta no programa “Futebol Total”: – André Cruz viajará dia 25 de junho para Sampdória. Só que Rui Guilherme vacilou, pois a viagem  do André Cruz será para Gênova e não para Sampdória.

Como se sabe, este clube pertence à cidade de Gênova. Mas o bravo Rui Guilherme confundiu a cidade com o clube.

*****

O criativo e alegre locutor da Rádio Globo, Édson Mauro ao narrar um gol do Botafogo no Campeonato Estadual do Rio de Janeiro, se enganou. O autor Luisinho, mas Édson Mauro informou Gustavo. Depois, ele foi corrigido por Denis Menezes, que confirmou Luisinho como marcador do gol. Édson Mauro reconheceu a falha e depois relatou: “entrei de gaiato no navio”.   

*****

Cézar Rizzo, da Rádio Nacional deu uma incrível vacilada ao narrar o gol de pênalti marcado por Gilmar, do Porto Alegre, na vitória de 3 a 1 sobre o Flamengo, em Itaperuna. Não é que o Cézar Rizzo gritou gol do Flamengo?depois ele mesmo corrigiu a sua falha, mas já era tarde. Naturalmente o Cézar Rizzo se confundiu, pois tudo era vermelho e preto”.

*****

 Paulo Roberto Braga, também da Rádio Nacional, quando transmitia o jogo Nova Cidade x  Botafogo, no Estádio Nielsen Louzada, em Mesquita, cometeu uma falha imperdoável. Ele informou que a partida estava sendo disputada em Nova Cidade.”

*****

No mesmo dia jogaram Porto Alegre e Olaria, em Itaperuna. Ao anunciar o resultado final, o plantonista Roberto Feijó, da Rádio Globo, citou que a partida foi disputada em Porto Alegre

____________________________________________________________________________

6- Onda Esportiva(10/10/1993)

“Quem conta esta história é o saudoso cronista Sandro Moreira, em livro editado em agosto de 1985.

Do alto da cabine da Rádio Tupi, no Maracanã, Ari Barroso viu um grupo que discutiam vivamente e pediu a seu repórter de campo que informasse o que estava acontecendo. Como este demorasse a relatar o fato, Ari Barroso chamou pelo microfone:

“Alô, Isaac, o que houve aí?

-Aqui só se houve a Rádio Tupi- respondeu muito sério o Isaac.

O locutor esportivo da “gaitinha”era um pouco desligado. Lembro uma vez que, quando trabalhava na Rádio Tupi ele pediu a Oduvaldo Cozzi que eu substituísse o repórter de campo da TV Tupi que ficou doente. Foi um jogo interestadual, disputado em Álvaro Chaves. Como sempre fazia, informei ao narrador a numeração dos jogadores, os que ficavam no banco, detalhes completos que pudessem ilustrar a sua transmissão.

Terminado o jogo, Ari Barroso, desconhecendo que eu trabalhava na mesma empresa, virou-se para o seu comentarista José Maria Scassa e disse:

– Manda contratar esse menino porque ele é muito bom”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s