Rádio Globo- Luiz Mendes- Copa de 1950

A ilustração de hoje, vem de uma postagem feita no Facebook, através da comunidade “Craques do Microfone”, pelo amigo Thiago Uberreich, numa foto histórica de um recorte da Rádio Globo(PRE-3), com a figura do locutor amado e “da Palavra Fácil” e já falecido Luiz Mendes, com o Maracana(“Maraca”) ao fundo…

radio-globo-luiz-mendes-copa-de-1950

Isabela Guedes

radioesportivocarioca@gmail.com

O Eterno Peladinho- Balança, Mas Não Cai(“Mengão, tu é o “maió”)

Olá, amigos…

Hoje, enredarei um breve histórico do programa humorístico “Balança, mas Não Cai”, da Rádio Nacional, sucesso nos anos 1950.

Ao navegar pelo site Baú do Maga, achei um farto acervo sobre o histórico de um personagem, que tinha neste programa humorístico, chamado João Lopes Dias, mais conhecido por Germano.

ok-peladinho-capa-1-658x1024

Germano, brilhantemente, junto com Max Nunes, o criador do “Balança, Mas Não Cai”, tiveram uma “sacada” ao criar o bordão :”Mengão, tu é o Maió”, que caiu nas graças da galera nas arquibancadas, logo após a sua estreia, em meados de 1951.

Peladinho, o personagem, um dos moradores do edifício,  era um ferrenho crítico do jogador do Flamengo, muito comentado à época, chamado Esquerdinha.

ok-1951-peladinho-uh-1024x592

A Rádio Nacional do RJ, caro leitor-ouvinte, vale ressaltar, tinha um status quo  gigantesco que, sem exageros, virou manchete nos principais jornais como Diário da Noite, e, consequentemente, nos diários esportivos, que eu postarei os recortes abaixo para a ilustração devidamente retirados do “Baú do Magá”.

Ao pesquisar neste site, a pessoa que dava a voz e o colorido ao personagem, admitiu que era América antes de “encarnar” o personagem. No entanto, de tão tomado que ficou, acabou “virando à casaca” e tornou-se Flamenguista.

ok-1954-germano-dn-774x1024

 

Um outro ponto que sugiro um pouco mais de atenção é para o recorte dos artistas do rádio(Rui Rei, Daisy Lúcidi, Emilinha Borba, Celso Guimarães e outros). que disseram na imprensa, para quais times de futebol vibravam. 

 

Isabela Guedes

radioesportivocarioca@gmail.com

Site de Kleber Leite- Sessão Rádio

Pessoal, boa tarde.

Ao navegar pelas “ondas da internet” acabei encontrando um site do querido ex radialista esportivo e hoje empresário, Kleber Leite, com áudios bastante raros, da época de ouro da crônica esportiva carioca, nos idos 1970/1980.

O áudio que eu porei e que eu achei dentro da sessão “Rádio”, no site Kleber Leite, é do jogo entre Brasil e Argentina, válido pela Copa do Mundo de 1982, na Espanha, realizado em 02 de julho, quando Maradona foi expulso. No áudio, o querido ouvinte, relembrará vozes como Jorge Curi, Mário Vianna, o próprio Kleber, Loureiro Netto e outros, pela Rádio Globo(KHz 1220 AM)…

VALE A PENA CURTIR E SE EMOCIONAR!!!

 

Anúncio da Programação Esportiva da Rádio Nacional(KHz 1130 Am) nos Anos 1980

Na década de 1980, a Rádio Nacional do Rio de Janeiro e a equipe esportiva comandada por José Carlos Araújo, fez vários anúncios para serem postos nos principais jornais esportivos para que os mais jovens pudessem escutar a equipe esportiva da então Praça Mauá, hoje, localizada na Rua Gomes Freire, no Centro do RJ, em conjunto com a Rádio Ipanema… 

.radionacionalkhz1130am-josecarlosaraujoeofut

 

 

Áudio de Bangu x Vasco- 02 de junho de 2002

No próximo 02 de fevereiro de 2017, Bangu e Vasco da Gama, vão se enfrentar pela 2ª rodada no Campeonato Carioca, no Estádio Proletário Guilherme da Silveira, em Bangu.

Ao voltar a “máquina do tempo”, aqui vai um áudio da Rádio Nacional(KHz 1130 am), de uma peleja entre as 2 equipes em 2 de junho 2002, quando o Bangu aplicou a goleada por 4 a 1, em São Januário(2 gols de Zada, 1 de Fabiano e 1 de Renatinho.

A narração é de Carlos Borges e o comentarista no jogo foi o querido José Silvério(“O Silverinho”).

OBS: O áudio foi pego no site Site Bangu Net

radioesportivocarioca@gmail.com

Foto do Dia: Rádio Guanabara(1360 quilociclos)

Ao visitar o meu antigo blog, “Blog do Rádio Carioca”, encontro esta foto antiga e rara, dos comunicadores da Rádio Guanabara(KCs 1360), nos anos 1960.

A equipe era composta por: Doalcei Bueno de Camargo, Alfredo Raimundo, José Cunha, Geraldo Serrano, Mário Vianna, Vitorino Vieira, Arnaldo Moreira, Rujany Mendes,  Cid  Neves, Fernando Carlos, Moisés Maciel e Paulo Cezar Tenius. A supervisão era de José Dias.

anuncioesportivoradioguanabara

radioesportivocarioca@gmail.com

Foto do Dia: Equipe de Esportes da Rádio Globo(KHz 1220 AM) nos anos 70

Na década de 1970, a Rádio Globo do Rio de Janeiro(KHz 1220 AM), tinha uma verdadeira seleção de craques no canal radiofônico carioca.

Nesta foto estão dispostos assim, os grandes e ETERNOS da radiofonia carioca e brasileira. Da esquerda para a direita:

Waldir Amaral, Jorge Curi(locutores); Abaixo: João Saldanha(comentarista), Loureiro Neto(repórter), Kleber Leite(repórter) e o comentarista de arbitragem Mário ViaNNa(“Gooooooooooool Legallllll“).

23_radio_

radioesportivocarioca@gmail.com

Foto do Dia- Equipe de Esportes da Rádio Nacional(em 1977)

Em 20 de fevereiro de 1977, pelas eliminatórias para a Copa do Mundo na Argentina, o extinto e querido Jornal do Brasil, publicou uma propaganda acerca do jogo entre Brasil x Colômbia, cuja narração foi do Zé(José Carlos Araújo) e com as participações de Deni Menezes e Washington Rodrigues. Nos comentário, quem deu a “palhinha” foi Geraldo Borges, pela Rádio Nacional do Rio de Janeiro.

radionacionalkhz1130am-esportes-1978

radioesportivocarioca@gmail.com

O Sistema Duplo na Transmissão Esportiva e a Rádio Nacional

A emissora radiofônica Rádio Nacional, em 1946, revolucionou a transmissão esportiva.

Segundo o livro Almanaque da Rádio Nacional, cujo autor é Ronaldo Conde de Aguiar, a inspiração partiu do chefe do Departamento de Esportes da Nacional, Antônio Cordeiro, que enxergou no moderno método de arbitragem em trio, com os “bandeirinhas” postos em ângulos  distintos do campo.

Cordeiro imaginou o sistema duplo, dividindo o campo em dois setores, cada qual “ocupado” por um locutor voltado para a zona de ataque de cada equipe. O tal sistema duplo acabou sendo adotado por outras emissoras de rádio do Brasil. A parte prática funcionava que o primeiro locutor transmitia os lances do lado do campo à esquerda das cabines de rádio; o segundo locutor relatava os lances do lado à direita.

 

radioesportivocarioca@gmail.com

Áudio de Premiação da Equipe de Esportes da Rádio Nacional- Anos 80

O áudio de hoje, é um trecho de um programa matinal da Rádio Nacional(KHz 1130 AM), na apresentação de Denis Menezes, nos anos 80, que parabenizou os companheiros da equipe esportiva(Julio Cesar Santanna; Jota Santiago; Luiz Fernando e Sidney Amaral) que receberiam o troféu na Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro), às 18 horas. 

 

radioesportivocarioca@gmail.com

Áudio de Hoje: Programa Era Uma Vez no Futebol: 14 de abril de 2013

Pessoal,

quando iniciei na graduação em Comunicação Social, pela Facha, em agosto 2005. Em 2006, a direção da Rádio Nacional(KHz 1130 am), resolveu retirar as transmissões esportivas da grade.

Como órfã, ouvinte e amante do esporte pela emissora desde 1995, resolvi “desafogar as mágoas”,  praticando o jornalismo em um blog, ao me inspirar no programa Era Uma Vez No Futebol, apresentado pelo radialista Mário Silva. Este programa conta as histórias do futebol carioca e brasileiro com a chancela de narrações antigas, era apresentado aos domingos.

Os anos se sucederam e, como não era a única a ficar chateada(Graças a Deus), pelo final da equipe de esportes, a direção resolveu voltar atrás, e em 2009, recomeçaram as transmissões esportivas.

O áudio de hoje, é o programa que foi ao ar no dia 14 de abril de 2013.

Um abraço,

Isabela Guedes

radioesportivocarioca@gmail.com

A História do Plantonista Esportivo no rádio

Uma das categorias de uma transmissão esportiva fundamental para quê a prática radiofônica transcorra de forma plena, a função de um plantonista é informar aos ouvintes o andamento dos jogos do futebol e de outros desportos, além de registrar quantos gols têm os times que estão jogando na hora e quantos gols o campeonato vigente têm.

Para este post, fui pinçar no livro “A Bola no Ar- O Rádio Esportivo em São Paulo”,cuja autora é Edileuza Soares(ano 1994), a origem do plantonista esportivo no Brasil.

O maior triunfo da emissora Panamericana, hoje Jovem Pan, contra suas concorrentes foi a criação, em 1948, do PRIMEIRO Plantão Esportivo de que se tem conhecido no Brasil, idealizado como uma atração a mais para os seus ouvintes. Narciso Vernizzi comandava uma equipe de rádio-escutas que coletava as informações dos jogos. Ele, as transmitia diretamente do Plantão Esportivo, durante a jornada esportiva. Uma escuta nas ondas-curtas(oc) permitia obter na hora as notícias dos jogos no exterior ou dos clubes brasileiros em excursão. A emissora contava também com colaboradores de outras “praças”, pois passavam os resultados das partidas por telefone.

Após outras emissoras copiarem a rádio Panamericana, reproduzindo assim os resultados igualmente, ouvindo o Plantão esportivo da emissora, o então diretor da emissora, Paulo Machado de Carvalho Filho, resolveu “driblar” a concorrência. Como quem não quisesse nada, a Panamericana levava ao ar um resultado errado. Era a forma mais eficiente de descobrir o quanto o serviço da “Emissora dos Esportes” vinha sendo copiada pelas co-irmas; também foi a solução de pressionar as emissoras como Difusora, Excelsior, Bandeirantes e Tupi(Sp), montassem os seus próprios plantões e apurassem de fato as informações, como fazia a Panamericana.

A “Emissora dos Esportes” foi a GRANDE escola do rádio esportivo na primeira metade do século 20 em São Paulo e no Brasil, fazendo com que o mercado valorizasse o trabalho dos profissionais do nicho.

Gabriel Novotny esquenta Itaipuaçu

Neste sábado, dia 06 de agosto, às 20h, a Peixaria e Restaurante Chega +, em Itaipuaçu (Maricá), abre suas portas ao sertanejo quente e romântico de Gabriel Novotny. 

Nesta apresentação, os fãs do cantor e amantes do sertanejo terão a oportunidade de se deliciar com as pegadas da balada country, do universitário, dos modões, e todas as vertentes do sertanejo, que fazem eco na alma deste talentoso cantor. Sem esquecer, claro, de suas referências musicais que vão do MPB ao Rock. 

Em seu repertório destacam-se as músicas: Ainda Ontem Chorei de Saudade, Vai Vendo, Iris e Chuva de Arroz. E não para por aí, Gabriel Novotny ainda presenteia seus fãs com um passeio por seus estilos preferidos cantando Lilás, Toda Forma de Amor, Do Seu Lado, entre outras, em interpretações profundas e pessoais, onde é nítida sua inigualável marca. Seus fãs ainda terão o prazer de ouvir algumas de suas musicas autorais, como Almas Mascaradas, composta em 2001 e Ao Meu Lado Você, composta em 2015.

 Produto da GNP (Gabriel Novotny Produções), Gabriel carrega em seu amor sertanejo o profundo desejo de tocar corações e deixar sua marca no cenário musical nacional. A força de sua alma, impressa em cada canção, faz de Gabriel Novotny uma nova estrela em ascensão. 

A Peixaria e Restaurante Chega + fica na R. Carlos Mariguella, Maricá – RJ, telefones: (21) 96422-3252 / (21) 96475-9655

CASA COLÔMBIA É VITRINE DO PAÍS DURANTE AS OLIMPÍADAS RIO2016

Pela primeira vez, país cria uma casa temática para divulgar 

sua cultura e incentivar investimentos, turismo e exportações

casa_colombia_rio_2016

 

A Colômbia entra no espírito olímpico e inaugura no dia 6 de agosto (sábado), às 15h, a Casa Colômbia. Trata-se de uma vitrine para promover a imagem, a cultura e o talento de seu povo, além de estimular os investimentos, o turismo e exportações durante a Rio2016. Com entrada livre, o espaço será palco, diariamente, de atividades gratuitas para os visitantes.

É a primeira vez que o país participa com uma casa temática nos Jogos Olímpicos. A Casa Colômbia está instalada no prédio do Centro Cultural do Ministério da Saúde, no Porto Maravilha, centro da atividade cultural e turística durante a competição. Lá foram criadas áreas dedicadas à indústria, com mostra de produtos colombianos, à promoção do turismo e das atividades esportivas e culturais.

O espaço possui uma área de 265 m² para exibições internas e um pátio de 540 m² para atividades externas. Personalidades do mundo empresarial receberão seus convidados e os atletas da delegação do país terão uma área especial para celebrar suas vitórias.

Na sala central, os visitantes assistirão a um grande número de atrações que lhe permitirão ter uma ampla visão da Colômbia, sua cultura e seu povo. Uma exposição sobre as características geográficas do país possibilitará uma viagem mágica pelos pisos térmicos, como são conhecidas as regiões climáticas colombianas, com seus atrativos topográficos, culturais, gastronômicos e turísticos.

As principais cidades colombianas são apresentadas com informações e imagens de suas atrações, que contribuíram para torná-las destinos turísticos internacionais de grande procura. A gastronomia é outro ponto alto, com degustação do Café Juan Valdez, ícone mundial de qualidade, que será servido em uma cafeteria montada no local.

Brasileiros e turistas estrangeiros poderão visitar uma inédita exposição digital sobre arte, patrimônio e cultura, com as coleções dos centros culturais do Banco de la República, a coleção do Museu do Ouro e da Rede de Bibliotecas. Também conhecerão um pouco do trabalho de músicos e cantores colombianos e poderão ouvir suas canções mais conhecidas com fones de ouvido. O local permite uma parada estratégica para conhecer o rico artesanato do país e as principais matrizes de exportação da Colômbia (setor agroindustrial, alimentício, utilidades domésticas e cosméticos, entre outros).

O tema da paz está integrado à Casa Colômbia. Além da vontade política e das mudanças sociais necessárias para gerar processos de pacificação, também são necessárias palavras e imagens para nomear a realidade. Este é o objetivo do projeto La Paz se Toma la Palabra, exposição organizada pelo  Banco de la República (Saiba mais em

http://proyectos.banrepcultural.org/proyecto-paz/)

Casa Colômbia

Datas: de 6 a 21 de agosto

Horário: das 10 às 20h

Endereço: Praça Marechal Âncora (Praça XV) – 95, Centro

Telefone: (21) 2240-5568

Entrada gratuita

 

Campeonato Brasileiro é na RádioWeb/Rádio Grande Rio(KHz 1560 AM)

Hoje, às 16h, você acompanha simultaneamente três jogos pelo Campeonato Brasileiro no som da dobradinha forte do rádio esportivo: Rádio Grande Rio AM 1560 e Rádio Web Total.

Corinthians e Botafogo se enfrentam na Arena Corinthians, em São Paulo, e o grande do nosso timaço, Paulo César Rabelo, conta todos os detalhes com reportagens de Marcos Sales.

O Flamengo recebe o São Paulo no Mané Garrincha, em Brasília, e o locutor simpatia, Sidnei Silva, narra com reportagens de Márcio Feitosa.

Já o Fluminense encara o Sport na Ilha do Retiro e o repórter Anderson Moura informa os principais lances.

Maycon Santos, Marcelo Cunha e Rômulo Ferrari informam Portuguesa Carioca x São Bento, pela Série D, direto de São Januário.

Rafael Leivas comanda a Central Eletrônica de Informações com os resultados do futebol no Brasil e no mundo.

Ouça e participe da nossa super jornada esportiva:

📻 1560 AM
💻 www.radiowebtotal.com
📱 apps radio web total, RadiosNet e iRadios
💬 facebook.com/radiowebtotalr1
💬 twitter.com/radiowebtotalr1

Os Malabarares “Radioanônimos” na Era Romântica dos Anos 1930

Este post a ser destacado não citará nomes dos que fizeram com que a radiofonia esportiva estivesse avançada, a tal ponto para que a televisão nos dias de hoje, leia-se Rede Globo, ser a EXCLUSIVA para que os técnicos e as “açeçorias” dos jogadores só quererem que os seus assessorados dêem as principais novidades e notícias à “rede vênus platinada”.

radio gif

Na Era romântica do rádio, compreendida dos anos 1930 até 1950, os locutores esportivos faziam verdadeiras “ginásticas” para pôr as emissoras ao vivo, pois enfrentavam muitos percalços por conta da limitação de recursos técnicos, levando assim, as transmissões esportivas a um não “padrão” de excelência aos ouvintes. A tecnologia era escassa e a comunicação telefônica tinha que ser feita com uma semana de antecedência.

A qualidade pelo aparelho descoberto por Graham Bell não ajudada. Embora colaborasse pouco, os técnicos tentavam igualar o som das linhas telefônicas para melhorar a qualidade na voz. Mesmo assim, uma transmissão pelo telefônica não saía o suficiente audível.

O esforço dos radialistas esportivos e os seus operários para porem uma transmissão esportiva no ar era tamanho que, subiam até em postes de rua para completarem uma ligação clandestina e em galinheiros(pois muitos clubes vetaram, à época, que uma narração esportiva fosse realizada).

O atraso tecnológico acarretou no início do rádio esportivo, inúmeros obstáculos técnicos. Os microfones, eram pesados e funcionavam à carvão. Os speakers davam-lhes socos objetivando um som um pouco melhor.

As resiliência e persistência em realizar narrações esportivas diretas acabaram provocando uma busca num melhor aperfeiçoando nos aparelhos e o gênero JORNALISMO RADIOFÔNICO BRASILEIRO ESPORTIVO assim despontou.

radio_22_

João Roberto Kelly festeja Aniversário no Cordão da Bola Preta

O multifacetado artista João Roberto Kelly, autor das marchinhas de carnaval como “Joga a Chave, Meu amor”, “Cabeleira do Zezé”, “Mulata do Iê- Iê- Iê” e “Maria Sapatão”, festejará mais uma “primavera”, 23 de junho, quinta-feira, no Cordão da Bola Preta, às 19 horas.

Nesta reunião, João cantará e tocará os seus inúmeros sucessos de marchinhas e outras do cancioneiro popular.

João-Roberto-Kelly

Serviço:

Aniversário de João Roberto Kelly

Data: 23 de junho de 2016

Horas: 19 horas

Local: Cordão da Bola Preta

Rua da Relação, número 3- Centro da Cidade